Domingo, 10 de Janeiro de 2010
ENSINO SUPERIOR - A Universidade que queremos

 

É a livre expressão, a espontaneidade intelectual e a persistência do trabalho científico que fazem evoluir, a sociedade em que vivemos duma forma particular e a humanidade no geral.

 

As nossas Universidades devem ser acarinhadas e incentivadas. Não podem, de forma alguma, ser coagidas na sua liberdade intelectual, nem estranguladas nas suas necessidades financeiras.

 

Os grupos económicos e a alta finança têm sempre o objectivo promíscuo e redutor de controlar a orientação do pensamento académico, limitando-o nas suas capacidades intelectuais e científicas. Para isso, lançam mão da arma mais poderosa do sistema capitalista vigente, o dinheiro.

 

Este poder parasita vive à custa da especulação financeira, baseada numa economia não produtiva, mas apenas transaccional. Não querem o progresso científico como uma mais-valia que venha contribuir para o bem comum, mas apenas como persecutor da manutenção das suas tácticas de enriquecimento, sem qualquer respeito pelo equilíbrio social e ambiental, numa estratégia de curto prazo que não olha a meios para atingir os seus fins.

O financiamento do nosso Ensino Superior não pode estar pendente de interesses neo-liberais, de parcerias público/privadas, nem da vontade política do momento. As nossas Universidades são o motor do progresso, o futuro do nosso País.

 



publicado por livrecomoovento às 19:37
link do post | comentar | favorito
|

2 comentários:
De cefaria a 12 de Janeiro de 2010 às 20:01
Penso que os poderes económicos estão mais interessados na especulação e em investimentos rentáveis que coagir o intelecto dos investigadores.
Estou de acordo que as U não podem ficar dependentes de financiamentos privados para os seus projectos, mas estes grupos podem também contribuir para apoiar economicamente as Universidades e o estado tem de assegurar os projectos de difícil rentabilização mas que podem ser importantes para a evolução do saber. O equilíbrio entre privado e público é sempre complexo.
Claro que esta maneira de pensar resulta de termos formas diferentes de ver a sociedade e a economia


De livrecomoovento a 12 de Janeiro de 2010 às 23:29
Os poderes económicos estão interessados nos investigadores, enquanto meio para, mais facilmente, atingirem os seus fins, ou não se assistiria à tentativa de assalto à gestão do Ensino Superior.
O equilíbrio entre público e privado deixará de ser complexo quando estes passarem a investir na investigação sem o objectivo preciso do lucro a curto prazo, mas sim numa perspectiva de que, a médio prazo, os resultados obtidos poderão ser inteligentemente aproveitados pela iniciativa privada, adaptando as empresas às novas tecnologias e tornando-as competitivas no mercado internacional, por via da inovação, ao mesmo tempo que garante a empregabilidade dos cientistas que promoveu.


Comentar post

mais sobre mim
pesquisar
 
Janeiro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


posts recentes

ESCOLARIDADE OBRIGATÓRIA

PLANO E ORÇAMENTO PARA 20...

O FAIAL E OS TRANSPORTES ...

O Milagre Económico

Os pontos nos iis

NÃO DEIXES QUE DECIDAM PO...

O MEDO E A CACICAGEM

Um político que de irrevo...

SEMANA DO MAR - Programas...

O CISCO A ENCOBRIR A TRAV...

arquivos

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Junho 2006

links
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds