Domingo, 16 de Janeiro de 2011
NASCIMENTO ESTEREOFÓNICO

Presunção e água benta (…).

Há quem, alguns anos a esta parte, tenha afirmado: “Eu nunca me engano e raramente tenho dúvidas”. Esta frase ficou célebre, não pela sua veracidade, mas pela sua falta de humildade e excesso de arrogância. Até porque, lá diz a sabedoria popular, só não se engana quem nada faz. Eu arrisco-me a acrescentar que raramente tem dúvidas quem pensa de forma ego centrista e não tem capacidade intelectual de análise perante uma nova situação.

Não podemos, com prioridade, afirmar verdades universais e absolutas, sob pena de não compreendermos, à luz do conhecimento científico actual, porque queimaram Galileu, acusando-o de bruxo.

Abomino teorias inquisitórias e a arrogância da capacidade e do saber universal incontestável. Desconfio, solenemente, de quem avisa quem do quê, e de quem avisa para consequências antecipadas, principalmente de causas em que foi autor, como se nunca tivesse estado envolvido, e, simultaneamente, apadrinhe, de forma dissimulada e hipócrita (porque consciente), as políticas económicas seguidas.

Não tolero as afirmações convictas de quem usa “palas” e analisa a situação sempre na mesma linha de raciocínio, possa embora tratar-se de incapacidade intelectual ou falta de conhecimento. Mas revolta-me, ainda mais, ouvir de quem, pensando, conscientemente, duma maneira, emite uma opinião contrária, de forma a convencer (enganar), por encomenda ou interesse pessoal, quem possa ser, incautamente, influenciado. É um crime indesculpável.

Eu tenho muitas dúvidas e, metodicamente, interrogo-me sobre a validade do meu raciocínio relativamente aos problemas da sociedade contemporânea e sobre a melhor forma de os resolver para o futuro. Acredito nas pessoas e no bom senso de quem diz: “Não tinha pensado no problema, partindo desse ponto de vista”, porque, frases como esta só demonstram inteligência e capacidade de raciocínio, para além de outras virtudes.

No entanto, há quem pense que, para alguém ter os seus conhecimentos, as suas capacidades, a sua honestidade e outros atributos, terá que nascer duas vezes. Está tecnologicamente desactualizado. Basta promover um nascimento estereofónico, o físico numa proveta e a intelectualidade num “chip”, gerado à imagem e programado à semelhança da perfeição pretendida.

Para além duma poupança de tempo, estaria produzido laboratorialmente, o incontestável, o novo Deus feito economista, o “salvador da pátria”; pese embora a sua incapacidade de o ter sido durante os últimos vinte e cinco anos em que influenciou, directa ou indirectamente, o descalabro da nossa economia, o desmantelamento do Estado social e o buraco em que se encontra o sistema financeiro português.

Mas, felizmente, haverá sempre alguém que diga: “Mente castrada? Não!!!”.



publicado por livrecomoovento às 17:08
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Janeiro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


posts recentes

ESCOLARIDADE OBRIGATÓRIA

PLANO E ORÇAMENTO PARA 20...

O FAIAL E OS TRANSPORTES ...

O Milagre Económico

Os pontos nos iis

NÃO DEIXES QUE DECIDAM PO...

O MEDO E A CACICAGEM

Um político que de irrevo...

SEMANA DO MAR - Programas...

O CISCO A ENCOBRIR A TRAV...

arquivos

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Junho 2006

links
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds