Sexta-feira, 10 de Abril de 2009
AS NOVAS (VELHAS) NORMAS

O uso, em serviço, de blusas decotadas, saias muito curtas, gangas, perfumes com cheiro agressivo, roupa interior escura, saltos altos e sapatilhas, é proibido às funcionárias da Loja do Cidadão de 2ª geração de Faro, inaugurada no passado dia 3, com a presença do primeiro-ministro.

'Tá tudo doido!!!!
Faz-me lembrar que no meu tempo de Liceu, as meninas subiam por umas escadas e os rapazes por outras, para não haver misturas. Para além disso as mini-saias eram proibidas.
Estamos a reviver os anos 60/70.
Será saudosismo de alguém?



publicado por livrecomoovento às 20:54
link do post | comentar | favorito
|

7 comentários:
De Ana Bastos a 10 de Abril de 2009 às 22:33
Pois é, algum dia o Sócrates ainda se lembra de imitar o Berlusconi e impor o uso de uniforme a todos os estudantes para limitar a pouca vergonha!


De livrecomoovento a 12 de Abril de 2009 às 18:20
É a reedição da Mocidade Portuguesa.
No caso da Loja do Cidadão estaremos perante uma tentativa de reintrodução da Legião Portuguesa?


De margarida madruga a 13 de Abril de 2009 às 10:55
Minha gente! Há coisas a que, quando se é novo, não se é sensível:
1- roupa interior escura, a perceber-se, é do pior mau gosto;
2- sapatilhas ou saltos altos, não me incomoda, se bem que o meio termo seja mais confortável e menos exagerado: nem uma festa, nem um piquenique;
3- decotes exagerados? Sem dúvida que é preciso não despoletar instintos em quem ainda tem instinto, porque nem toda a gente é "moderna"!!! E vocês nem calculam o tipo de gente que há p'rái? Cuidado com as consequências!!!;
4- mini saias? Outro dia uma mulheraça de 14 anos não entendia os olhares concupiscentes de alguns homens. Ah, santa ingenuidade dos 14 anos: aquelas coxas nuas eram um pedaço de mau caminho para alguns machos...;
5- perfumes exagerados deviam ser proibidos em todo o lado. As dores de cabeça que já tive por causa da minha alergia a cheiros (alguns elementos químicos).

Minha gente é uma questão pedagógíca. É necessário ensinar o bom gosto!!!

E vocês, que aqui se insurgem, não sabem nada de algumas mentes humanas. É preciso perceber que há gentes doutras tribos e é preciso não as invectivar. CUIDADO!!!


De livrecomoovento a 19 de Abril de 2009 às 16:24
Margarida
O comentário prende-se com uma questão de princípio.
Será que as mulheres vão continuar a ser tratadas como seres inferiores, com uma ervilha em lugar da inteligência?
Têm inteligência para se vestirem consoante as circunstâncias, sem necessidade de "peias" ou normas que rebaixem a sua capacidade como pessoas.
Eu não posso pactuar com atitudes destas.


De margarida madruga a 21 de Abril de 2009 às 01:37
Oh homem, há aqui 2 vertentes: uma, o conteúdo; outra, a forma (MUDA LÁ A COR DESTAS LETRAS QUE EU NÃO VEJO O QUE ESCREVO)
A forma de estipular estas dicas, foi infeliz, porque denota autoritarismo e prepotência.
O conteúdo está certo e nada tem a ver com cérebros de ervilha. Estás muito redutor e não percebeste a essência daquilo que disse. Quem vive em sítios descaracterizados e despojados de familiaridade não entende a necessidade destas regras, cuja forma de implementação foi infeliz.
Tu, um rapaz esperto, sabes o que é cultura e educação. Há quem não saiba!!!


De margarida madruga a 21 de Abril de 2009 às 01:50
(ESTAS LETRAS CINZENTAS, MATAM-ME!)

Escrevi: " Quem vive em sítios descaracterizados e despojados de familiaridade não entende a necessidade destas regras, cuja forma de implementação foi infeliz."

Devia ter escrito: " Quem vive em sítios descaracterizados e despojados de familiaridade tem necessidade destas regras, cuja forma de implementação foi infeliz."

...tu não calculas a falta de elegância de gestos e atitudes que grassa p'rái !!! Nada tem a ver com inteligência. mas sim com falta de cultura social. O que há com fartura é uma piroseira pegada e uma grandessíssima falta de nível. Pode ser que estas regras iluminem algumas cabeças...


De mescalero a 14 de Abril de 2009 às 17:53
Que os casos se sucedem isso não há dúvida. São pequenos passinhos atrás que quando se dá por ela já é muito terreno perdido. Há que moer a cabeça a arranjar soluções para isto.


Comentar post

mais sobre mim
pesquisar
 
Janeiro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


posts recentes

ESCOLARIDADE OBRIGATÓRIA

PLANO E ORÇAMENTO PARA 20...

O FAIAL E OS TRANSPORTES ...

O Milagre Económico

Os pontos nos iis

NÃO DEIXES QUE DECIDAM PO...

O MEDO E A CACICAGEM

Um político que de irrevo...

SEMANA DO MAR - Programas...

O CISCO A ENCOBRIR A TRAV...

arquivos

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Junho 2006

links
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds