Domingo, 15 de Janeiro de 2012
IDEIAS PEREGRINAS E UMA MÃO CHEIA DE NADA

Já não bastava a campanha com o propósito de pôr pobres contra miseráveis, levada ao extremo de uns e outros chegarem a ponderar ser os principais culpados da situação calamitosa em que vivemos, aceitando os constantes excessos de austeridade a que são submetidos, expiando um pecado que não cometeram, assistindo, sem perceber, ao seu progressivo empobrecimento a par da concentração de riqueza na mão dos mesmos de sempre.
Já não bastava a subversão de valores da humanidade e o respeito pela natureza, a apologia do egoísmo em detrimento da solidariedade, a instituição do individualismo e da concorrência desleal, do salve-se quem puder, e só se salva quem dominar ou destruir os que estiverem à sua volta.
Já não bastava a destruição dos princípios básicos da democracia e da cidadania, o desrespeito pelo trabalho como a principal alavanca da economia ao serviço das pessoas, o desinvestimento no ensino, na cultura, na ciência, na formação cívica e no aperfeiçoamento profissional em favor da especulação financeira, em benefício dos grandes grupos financeiros que se dizem económicos, mas que desvalorizam o progresso económico e o submetem aos seus desígnios de ganhos e de concentração de poder.
Já não bastavam as associações criminosas, máfias internacionais, que matam por “dá cá aquela palha” quem se lhes atravesse no caminho…
Assistimos, agora, a novos assaltos que encaixam perfeitamente num plano mais vasto de destruição, já não só de valores, mas das próprias organizações e formas de associação que as pessoas, em diversas épocas, encontraram como manifestação de princípios comuns ou defesa contra os seus opressores.
Não vou criticar nem fazer juízos de valor sobre os princípios filosóficos, ideológicos, ou outros de organizações como a “Maçonaria” ou a “Opus Dei”. Vou, sim, partilhar a minha preocupação para aquilo em que elas se poderão transformar. É preocupante a denúncia da promiscuidade existente numa loja maçónica. Faz-nos pensar que poderá ser a ponta dum véu muito obscuro e temer que existam tentáculos, não só noutras lojas, mas, igualmente, noutras organizações similares. É caso para se pensar e perguntar: para quando “Rotários”, “Lions” e outras associações semelhantes?
Insatisfeitos com a destruição dos princípios, valores e condição económica das pessoas que vivem do seu trabalho, os obreiros da política vigente começam a lançar uma nova ideia, baseada no princípio de que os momentos de crise são, também, momentos propícios a grandes oportunidades. A grande oportunidade é, então, fazer a limpeza das pequenas e médias empresas que tenham dificuldades financeiras. É o momento de separar o trigo do joio, ou seja, é o momento de mandar mais uns milhares para o desemprego e varrer de cena aquelas empresas que, com os seus impostos e empregabilidade sustentam o país, mas dificultam a intenção do domínio absoluto.
Abundam as ideias peregrinas que conduzem à recessão económica e ao empobrecimento generalizado.
Medidas para a dignificação das pessoas e a recuperação económica temos uma mão cheia de nada.

 

(Publicado no jornal INCENTIVO)



publicado por livrecomoovento às 18:50
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Janeiro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


posts recentes

ESCOLARIDADE OBRIGATÓRIA

PLANO E ORÇAMENTO PARA 20...

O FAIAL E OS TRANSPORTES ...

O Milagre Económico

Os pontos nos iis

NÃO DEIXES QUE DECIDAM PO...

O MEDO E A CACICAGEM

Um político que de irrevo...

SEMANA DO MAR - Programas...

O CISCO A ENCOBRIR A TRAV...

arquivos

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Junho 2006

links
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds