Segunda-feira, 3 de Dezembro de 2012
EM DEVIDO TEMPO – 1º Aniversário da Casa Manuel Arriaga

 

“À Nação nada peço e dela nada espero. A maior compensação aos sacrifícios que fiz em exercer este cargo, deu-ma o Congresso honrando-me com os seus sufrágios para primeiro cidadão da República; deu-ma também o povo com o carinhoso acolhimento e manifestações de simpatia com que sempre, em toda a parte, me acolheu e, acima de tudo, o facto ultimamente ocorrido, de me achar com minha família abandonado de todos, nos dias sangrentos da revolução, sem defesa possível, quando as multidões, inebriadas pelo triunfo, passaram aos milhares pela porta da minha habitação e não houve o mais leve desacato nem à minha pessoa nem aos meus...”

(Carta de resignação –  Manoel d’Arriaga)

 

A 19 de Novembro passado fez um ano que foi inaugurada a Casa Manuel de Arriaga. A este nosso conterrâneo que dedicou a sua vida à luta pela Democracia e pela República, que nada pediu, nem esperou da Nação devemos nós a perpetuação da sua memória.

Após tanta peripécia, avanços e recuos, o empenho abnegado da Associação dos Antigos Alunos, promotora da petição que terá, inegavelmente, acelerado a sua concretização, bem como a imprensa local que nunca deixou cair esta pretensão, ficou-nos sempre o amargo pelo desinteresse das datas históricas e a falta de sensibilidade pela grandiosidade que representa esta Casa Memória na luta pela Democracia e pela República.

Esta efeméride passou despercebida no País e nos Açores, tendo sido referenciada com destaque apenas na comunicação social local, o que revela algum desinteresse geral pelos momentos altos do que é nosso e pode promover a nossa projeção em outras paragens, para além de constituir um ato de justiça para com Manuel de Arriaga, o primeiro Presidente da República por que tão desinteressada e abnegadamente lutou.

É certo que a Casa já está à distância dum click e que é caso único na Região, mas fica na eminência de seguir o mesmo caminho do Departamento de Oceanografia e Pescas que é mais conhecido no estrangeiro do que na própria ilha onde está implantado. Esta divulgação já não cabe apenas ao governo, é também, e, sobretudo, da nossa responsabilidade como concidadãos de tão ilustre figura, interessados e empenhados na divulgação da nossa terra e das suas potencialidades.

A Casa Manuel de Arriaga, neste seu primeiro ano de existência, apesar da insuficiente relevância que lhe emprestou quem de direito, tem sido visitada (1734 visitantes em 11 meses) e a sua fama já correu mundo. A atestar esta celebridade está a sua nomeação, entre outros dois finalistas, para um galardão nacional, o prémio de Museu do Ano da Associação Portuguesa de Museologia.

No discurso de inauguração, o então Presidente Carlos César reafirmou que os terrenos anexos também são parte integrante do projeto global, estando, assim, prevista a recuperação da zona de horta, pomar e jardim. Lembro-me de ter, então, publicado um artigo intitulado “Mais vale tarde que nunca”, onde referi, a terminar, que não gostaria de escrever outro com o título “Tarde e a más horas”, mas fá-lo-ei se necessário for.

Quero aproveitar esta oportunidade para relembrar, ao atual governo, o citado discurso de Carlos César, esperando que o Plano do XI Governo Regional para 2013 preveja, devidamente orçamentada, a verba suficiente para fazer face ao prometido.



publicado por livrecomoovento às 02:03
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Janeiro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


posts recentes

ESCOLARIDADE OBRIGATÓRIA

PLANO E ORÇAMENTO PARA 20...

O FAIAL E OS TRANSPORTES ...

O Milagre Económico

Os pontos nos iis

NÃO DEIXES QUE DECIDAM PO...

O MEDO E A CACICAGEM

Um político que de irrevo...

SEMANA DO MAR - Programas...

O CISCO A ENCOBRIR A TRAV...

arquivos

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Junho 2006

links
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds