Segunda-feira, 14 de Janeiro de 2013
PORTUGAL – UM BALÃO DE ENSAIO

 

Já não nos bastava um governo que atira decisões bombásticas para cima das pessoas “a ver em que é que isto vai dar” para, depois, recuar em pormenores inócuos mas que publicita como “resultantes da grande consciência que o governo tem das dificuldades que o povo português está a passar”, o que promove vãs esperanças nos que, ainda, almejam algum resultado desta governação catastrófica, eis que nos surge também este relatório do FMI na mesma linha “experimentista” de nos atordoar com medidas inimagináveis, divulgadas na praça pública, para semear a confusão e incentivar a discórdia entre as pessoas.

Não se trata dum relatório à semelhança dos anteriores, representa, isso sim, nova etapa no plano de deliberado empobrecimento do país. Todas as medidas foram minuciosamente planeadas e têm objetivos muito concretos a atingir.

Refere a existência de profissões privilegiadas, mas em vez de criticar as remunerações exageradas de grande número de gestores públicos e assessores, a sua maioria detentora de cargos por nomeação partidária, desfere o seu ataque em profissões essenciais como as ligadas à saúde e ao ensino.

Propõe-se mexer nas pensões com cortes que vão contra toda uma expetativa criada por uma vida de descontos, não fazendo qualquer referência às pensões milionárias, negociadas e criadas a pedido, para compensar favores a quem sonega o fruto do nosso trabalho.

Vai ao pormenor de chamar a atenção para o nosso sistema de proteção social que considera injusto para os mais jovens, como se não fossem eles os futuros beneficiários quando dele necessitarem. Considera, ainda, que o subsídio de desemprego é demasiado elevado, como se ele não dependesse dos descontos efetuados por quem a ele tem direito.

Ataca deliberadamente a educação considerando-a um custo e não um investimento no conhecimento e no aumento da capacidade produtiva das pessoas. Quer poupar alguns milhões despedindo cerca de 50.000 profissionais. Esquece de referir o custo desses despedimentos e o impacto negativo que irá criar a nível social e na economia do país.

Pretende o aumento das taxas moderadoras, introdução de categorias de pagamentos mais elevados e discriminação de cuidados de saúde considerados não essenciais. Estamos perante um eventual genocídio da população mais envelhecida ou carente de cuidados de saúde especializados.

Remate final é o aumento das propinas como forma de financiar o ensino superior. Voltamos ao salazarista ensino para ricos, de forma a criar um exército de mão-de-obra barata e pouco esclarecida, sem conhecimentos que lhe permita competir em pé de igualdade com quem nascer em berço de ouro.

Continua a avançar o plano da direita, na Europa e particularmente em Portugal, comandado pela batuta deste governo PSD/CDS e o ziguezaguear titubeante e colaboracionista do PS. É tempo de voltar a cantar Lopes Graça: ACORDAI!



publicado por livrecomoovento às 23:49
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Janeiro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


posts recentes

ESCOLARIDADE OBRIGATÓRIA

PLANO E ORÇAMENTO PARA 20...

O FAIAL E OS TRANSPORTES ...

O Milagre Económico

Os pontos nos iis

NÃO DEIXES QUE DECIDAM PO...

O MEDO E A CACICAGEM

Um político que de irrevo...

SEMANA DO MAR - Programas...

O CISCO A ENCOBRIR A TRAV...

arquivos

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Junho 2006

links
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds