Segunda-feira, 8 de Julho de 2013
TRAPAÇAS E TRAPALHADAS

 

“Quando os lobos uivam”

Aquilino Ribeiro

ou

“Quando os bobos uivam”

Onésimo Teotónio Almeida

 

O paralelismo entre a obra de Aquilino que relata a revolta dum povo contra a usurpação fascista dos baldios que serviam as populações beirãs e o recente livro de estórias de Onésimo que ridiculariza, ao mesmo tempo que denuncia, as trapaças que os bobos engendram à nossa volta, obriga-me a meditar sobre a atual situação política portuguesa.

O que menos preocupa os bobos, nesta trapalhada governativa, são as consequências nefastas que recaem sobre quem trabalha. O que move estes figurões são, por um lado, as ordens dos nossos especuladores e, por outro, o protagonismo pessoal pela forma como cada qual melhor consegue prolongar esta agonia dum povo.

A confusão entre o que significa político hábil e político habilidoso sugere o paralelismo entre o sentido de oportunidade e o oportunismo político. Para nossa infelicidade, somos governados por bobos oportunistas e lobos habilidosos que tentam fazer passar-se por políticos hábeis e com sentido de oportunidade.

A promiscuidade entre os interesses e medos dos bobos e lobos no poder conduziria, infalivelmente, ao entendimento. Não porque o bobo tenha recuado na sua teimosia, ou o lobo dado o dito por não dito, mas porque entre “swaps” e submarinos, venha o diabo e escolha, para além do envolvimento BPN e a Aldeia da Coelha preocuparem os bobos e a falta de explicações sobre o financiamento obscuro de determinado partido não interessar aos lobos.

Na realidade, o interesse comum é cumprir os desígnios dos nossos especuladores, empurrando para a frente os verdadeiros problemas que nos conduziram a esta situação, numa tentativa de fazer com que passem ao esquecimento, enquanto aguardam um clima favorável que branqueie esta cumplicidade.

Desengane-se quem pensa que o bobo conseguiu convencer o lobo. Quem sai a ganhar de toda esta trapalhada é o habilidoso que, de forma oportunista, passa a ter o domínio das finanças e da economia, numa conjuntura europeia que tende a recuar nalgumas obsessões face aos resultados nefastos das políticas impostas.

O lento, mas progressivo, reconhecimento da necessidade de dinamizar a economia, sob pena de nem os especuladores terem onde ir sacar dinheiro, vai facilitar o surgimento dalguns resultados macroeconómicos positivos. O populismo oportunista a que o lobo já nos habituou fará o resto.

O objetivo foi atingido pelo lobo: o protagonismo das finanças, da economia e da negociação com os especuladores. Nas finanças, os submarinos dominam os “swaps”; a economia, depois de bater no fundo, só pode estar obrigada a crescer; a capacidade de argumentação com os especuladores está facilitada pela conjuntura internacional.

O bobo demonstrou a sua incompetência e saiu a perder, o que não me preocupa. Mas quem continua a perder é quem, não sendo bobo nem lobo, à margem das trapalhadas, sofre as pesadas consequências das trapaças.

 

Publicado no jornal "INCENTIVO" (Jul/2013)



publicado por livrecomoovento às 01:43
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Janeiro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


posts recentes

ESCOLARIDADE OBRIGATÓRIA

PLANO E ORÇAMENTO PARA 20...

O FAIAL E OS TRANSPORTES ...

O Milagre Económico

Os pontos nos iis

NÃO DEIXES QUE DECIDAM PO...

O MEDO E A CACICAGEM

Um político que de irrevo...

SEMANA DO MAR - Programas...

O CISCO A ENCOBRIR A TRAV...

arquivos

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Junho 2006

links
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds