Terça-feira, 5 de Novembro de 2013
O Milagre Económico

Ou de como se aldrabam as pessoas

A nossa Ilha do Faial era conhecida pela “Terra da Coisa Rara”, onde até o Gato era vendilhão de peixe. O País tinha indícios de nos seguir o exemplo, por piores motivos, uma vez que o Presidente da ditadura fascista, carinhosamente apelidado de “Cabeça de Abóbora”, era alvo da chacota nacional e internacional pelas suas constantes gafes no desempenho da única missão em que era autorizado por Salazar, o corte de fitas.

Temos um Presidente da República que diz não ser político embora seja o titular de cargos públicos com mais tempo de atividade política. Temos um Primeiro-Ministro que tinha tudo bem estudado antes de ser empossado, mas, no dia seguinte já tinha descoberto que era tudo mentira e que a política tinha de ser outra. Temos um elenco governativo que, sempre que se abre uma gaveta, se descobrem ligações ao grupo PBN ou a negócios de submarinos.

No país onde os mistérios divinos eram escrupulosamente escrutinados pelos donos da grei, o milagre, nesta sacrossanta vigência - um Presidente, um Governo, uma maioria - passou a ser uma banalidade.

Milagrosamente, não só aumentaram as exportações como também diminuíram as importações, mas ninguém se preocupou em explicar o motivo dessa diminuição. Terá sido pela expansão do nosso tecido empresarial, pelo aumento da nossa indústria que passou a ter à disposição dos portugueses os bens que importavam, ou a razão deve-se à falta de capacidade financeira das pessoas para adquirir esses mesmos bens? Ou o milagre aconteceu?

Mercê dum novo “milagre de Fátima” a troika deu parecer favorável a um buraco orçamental comparável à Fossa das Marianas. Como é que agiotas tão exigentes deram luz verde a estes resultados financeiros desastrosos a par duma política económica recessiva e lesiva do trabalho e dignidade das pessoas? Ou o milagre aconteceu?

Graças a uma divindade, ainda desconhecida, Portugal vai cumprir os limites do défice, acabar com os cortes, diminuir a carga fiscal e tornar a economia florescente. Alguém acredita nesta patranha? Ou o milagre vai acontecer?

Num país onde as vacas riem quando chove, o que faz aumentar a sua produção de leite, e as Ilhas Selvagens são o maior centro de nidificação de cagarros do Atlântico Norte, o que fez com que Espanha queira reivindicar a sua soberania, a economia dá sinais de força quando as pessoas ficam mais pobres e a banca privada tem lucros à custa do erário público.

Neste país da coisa rara, tornou-se comum privatizar a saúde pública, a educação, a energia, enfim, tudo o que possa constituir um bem público a defender, passando a ser dívida pública os buracos financeiros criados pelos administradores incompetentes, a agiotagem das parcerias ruinosas e as dívidas da banca privada aos mercados financeiros.

Por este andar, em breve, passaremos a ser conhecidos pelo país dos milagres, ou, então, de vendedores da “banha da cobra”.



publicado por livrecomoovento às 02:39
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Janeiro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


posts recentes

ESCOLARIDADE OBRIGATÓRIA

PLANO E ORÇAMENTO PARA 20...

O FAIAL E OS TRANSPORTES ...

O Milagre Económico

Os pontos nos iis

NÃO DEIXES QUE DECIDAM PO...

O MEDO E A CACICAGEM

Um político que de irrevo...

SEMANA DO MAR - Programas...

O CISCO A ENCOBRIR A TRAV...

arquivos

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Junho 2006

links
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds